linkedin recebe mais recursos e mudancas designe 1
em , ,

LinkedIn fica mais parecido com Facebook: A rede social adiciona mais recursos

O LinkedIn, a rede social de negócios, vai se parecer cada vez mais com o Facebook.

O LinkedIn, que tem 700 milhões de membros, redesenhou seu site, introduzindo “Stories”, postagens efêmeras primeiramente popularizadas pelo Snapchat, depois exploradas pelo Facebook e seu Instagram. As mudanças rolou na quinta-feira.

O LinkedIn, que já foi um lugar onde as pessoas postaram seus currículos e procuraram conexões, evoluiu para uma rede social mais robusta de pessoas que o usam para mais do que procurar emprego, segundo a empresa.

LinkedIn sports a new look.
linkedin recebe mais recursos e mudancas designe

“Estamos vendo as pessoas compartilharem mais e comentarem mais”, diz Kiran Prasad, vice-presidente de produto do LinkedIn, à medida que os usuários buscam “um senso de comunidade mais forte na plataforma”. Ele chama a evolução de “renascimento do LinkedIn como uma rede social onde as pessoas querem formar comunidade e conversas”.

O CEO do LinkedIn, Ryan Roslansky, admite em um post no blog da empresa que o Stories não é novo, “mas aproveitamos o tempo para entender como as Histórias se encaixam no contexto profissional” e descobriu que, no mundo COVID-19, a atualização de 24 horas que não se apega ao seu perfil “nos permite substituir as conversas de refrigerador de água, que todos nós precisamos de tempos em tempos”.

Explicando a mudança de foco, Roslansky diz que o LinkedIn é uma “comunidade onde você pode se inspirar, construir relacionamentos e descobrir oportunidades inesperadas”.

Charlene Li, analista do Grupo Alttimeter, diz que adicionar Histórias faz sentido. “As pessoas não vão postar fotos de bebê lá”, diz ela. “É sobre o trabalho e como você quer ser visto e conhecido como um profissional.” Histórias, diz ela, “são uma ótima maneira de formar conexões, e é disso que se trata o LinkedIn”.

As mudanças cosméticas incluem espaços mais amplos, mais cores e menos do azul “LinkedIn”, exceto para áreas de “chamada à ação”. A comunidade aumentou o compartilhamento de posts e artigos em 50% desde que a crise do COVID-19 começou este ano.

O LinkedIn adicionou uma guia “Aberto ao Trabalho” para ajudar o funcionário demitido a encontrar novos shows. O LinkedIn diz que as pessoas que aceitam esse aviso recebem 40% mais e-mails do LinkedIn de recrutadores.

LinkedIn added Stories to its lineup.
stories linkedin mudancas na rede social designe

A pesquisa está sendo adicionada às páginas do LinkedIn para encontrar “pessoas, eventos, grupos e conteúdo”, e as guias estão sendo adicionadas às mensagens do LinkedIn para permitir que as pessoas se conectem instantaneamente a reuniões de vídeo em Equipes microsoft, Zoom ou BlueJeans da Verizon.

Questionado sobre a semelhança com o Facebook, Prasad diz que os objetivos do LinkedIn são os mesmos: ser um lugar para a comunidade empresarial se comunicar. “Tentamos fazer com que as pessoas conversem entre si, para que elas possam ter mais oportunidades.”

O que o torna diferente do Facebook são as pessoas no LinkedIn e o conteúdo que eles postam. “Mesmo se você olhar visualmente e você disser OK, bem, eles se parecem muito com os outros … Acho que o conteúdo e a rede são, na verdade, a diferença.”

Os serviços do LinkedIn são gratuitos, mas há uma opção premium, a partir de US$ 29,99 mensais, oferecendo aulas e a capacidade de escrever mensagens para pessoas a quem os usuários não estão conectados.

Relatório

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carregando…

0
animadores tiktok

Os animadores Tiktokers que estão fazendo sucesso

365bfc61965209.5a804771a791e

10 Mockups de Carro e Van Grátis