Carreira

O que um Designer Gráfico faz? Carreira de Designer

O que é um Designer Gráfico?

design gráfico também é conhecido como design de comunicação. Designers gráficos são comunicadores visuais, que criam conceitos visuais manualmente ou usando software de computador. Eles comunicam idéias para inspirar, informar ou cativar os consumidores por meio de formas de arte físicas e virtuais que incluem imagens, palavras ou gráficos.

O objetivo final dos designers gráficos é tornar as organizações que os contratam reconhecíveis e proeminentes. Ao usar uma variedade de mídias, eles comunicam uma ideia ou identidade específica a ser usada em publicidade e promoções. Essas mídias incluem fontes, formas, cores, imagens, design de impressão, fotografia, animação, logotipos e outdoors. Os designers gráficos frequentemente colaboram em projetos com artistas, animadores multimídia e outros profissionais criativos.

Quais são as vagas que um Designer Gráfico pode concorrer?

Portanto, todo designer gráfico é um solucionador e comunicador de problemas de pensamento visual. Todo designer gráfico é encarregado de solucionar desafios específicos de comunicação e alcançar resultados criativos específicos. Mas isso não responde totalmente à pergunta: o que é um designer gráfico? Por quê? Porque, dependendo do seu papel como designer gráfico, você pode ser:

Um diretor de criação Você gerencia uma equipe de criação que cria visuais para a marca do produto, campanhas publicitárias etc.

Um diretor de arte Você gerencia e coordena entre artistas de produção e ilustradores para garantir que os projetos sejam concluídos no prazo e para a satisfação do cliente.

Ad

Um gerente de produção artística Você gerencia o aspecto de produção da geração e criação de arte, com foco na melhoria da eficiência e na redução de custos.

Um designer de pacotes Você cria e projeta embalagens para marketing e / ou produtos em termos de design e construção física.

Um desenvolvedor de identidade de marca Você desenvolve identidades de marca para várias organizações.

Ad

Um desenvolvedor de imagens visuais Você cria imagens e desenhos através da modelagem 3D, fotografia e edição de imagens.

Jornalista visual Entre outras coisas, você cria gráficos informativos conhecidos como infográficos. Isso pode ser para aplicativos impressos ou digitais.

Um designer de transmissão Você cria designs visuais e mídia eletrônica para serem usados ​​em produções de televisão.

Um designer de logotipo Você cria a expressão visual da mensagem ou valor principal da organização. Esse também é um aspecto essencial da identidade da marca – embora no design da identidade, você carregue o logotipo e a identidade do design para todos os materiais de marca.

Um designer de interface Você desenvolve interfaces gráficas de usuário e geralmente trabalha para empresas de desenvolvimento web.

Um Web Designer Você cria gráficos, layouts e páginas para sites.

Um desenvolvedor de multimídia Você aplica habilidades de design gráfico ao som e / ou movimento.

Um desenvolvedor de conteúdo Você cria conteúdo escrito, gráfico, de vídeo, som ou outro conteúdo multimídia, dependendo do seu resumo.

O que um Designer Gráfico faz?

Os designers gráficos combinam arte e tecnologia para comunicar idéias através de imagens e o layout de telas da web e páginas impressas. Eles podem usar uma variedade de elementos de design para obter efeitos artísticos ou decorativos. Eles desenvolvem o layout geral e o design de produção para anúncios, folhetos, revistas e relatórios corporativos. Os designers gráficos trabalham com texto e imagens. Eles costumam selecionar o tipo, fonte, tamanho, cor e comprimento da linha de títulos, títulos e texto. Os designers gráficos também decidem como imagens e texto serão combinados em uma página ou tela, incluindo quanto espaço cada um terá. Ao usar texto em layouts, eles colaboram estreitamente com escritores que escolhem as palavras e decidem se as palavras serão colocadas em parágrafos, listas ou tabelas. Seu trabalho normalmente envolve o seguinte:

  • Encontre-se com clientes ou o diretor de arte para determinar o escopo de um projeto
  • Aconselhar os clientes sobre estratégias para atingir um público específico
  • Determine a mensagem que o design deve mostrar
  • Crie imagens que identifiquem um produto ou transmitam uma mensagem
  • Desenvolva gráficos e imagens visuais ou de áudio para ilustrações, logotipos e sites de produtos
  • Crie designs manualmente ou usando pacotes de software de computador
  • Selecione cores, imagens, estilo de texto e layout
  • Apresentar o design aos clientes ou ao diretor de arte
  • Incorporar as alterações recomendadas pelos clientes no design final
  • Revise os desenhos quanto a erros antes de imprimi-los ou publicá-los

O design gráfico está se tornando cada vez mais importante nas vendas e marketing de produtos. Portanto, os designers gráficos, também chamados de designers de comunicação, geralmente trabalham em estreita colaboração com as pessoas em publicidade e promoção, relações públicas e marketing. Freqüentemente, os designers se especializam em uma categoria ou tipo específico de cliente. Por exemplo, alguns criam créditos para filmes, enquanto outros trabalham com mídia impressa e criam cartazes ou pôsteres.

Os designers gráficos devem acompanhar os novos e atualizados gráficos de computador e o software de design, por conta própria ou por meio de programas formais de treinamento em software. Eles devem ser capazes de criar designs artisticamente interessantes e atraentes para clientes e consumidores. Eles produzem ilustrações aproximadas de idéias de design, desenhando à mão ou usando um programa de computador.

Os designers gráficos devem se comunicar com clientes, clientes e outros designers para garantir que seus designs reflitam com precisão a mensagem desejada e expressem efetivamente as informações. A maioria usa software especializado em design gráfico para preparar seus projetos. Eles devem ser capazes de pensar em novas abordagens para comunicar idéias aos consumidores. Eles desenvolvem designs exclusivos que transmitem um significado reconhecível em nome de seus clientes.

Os designers gráficos geralmente trabalham em projetos com outros designers e profissionais de marketing, analistas de negócios , escritores e programadores . Eles devem colaborar para produzir sites, publicações e outros produtos de sucesso. Algumas pessoas com formação em design gráfico ensinam em escolas, faculdades e universidades de design.

Como é o local de trabalho de um designer gráfico?

De um modo geral, os designers gráficos trabalham em um dos três ambientes de trabalho. Portanto, a resposta a esta pergunta depende da opção que você escolher.

Trabalhando como designer gráfico interno

Trabalhar internamente significa que você trabalha com uma organização estabelecida e seu trabalho gira em torno de uma única marca ou um único grupo de marcas relacionadas. Os designers gráficos nesses tipos de papéis tendem a ser generalistas. Eles possuem uma ampla gama de habilidades gerais de design para poder atender a todas as necessidades criativas da empresa.

Vantagens de trabalhar em casa
– Vantagens de um ambiente de trabalho tradicional: separação de casa e trabalho; colaboração com colegas em um local de trabalho social; benefícios da empresa
– Um salário constante: estabilidade sem a necessidade de construir uma clientela
– Oportunidades para avançar: potencial para subir na carreira corporativa
– Uma marca ou conjunto de marcas a serem desenvolvidas: o foco singular permite que os designers desenvolvam uma compreensão profunda da organização marca, estilo e públicos-alvo; oportunidade de construir uma estratégia de longo prazo e ver os resultados que ela produz.

Desvantagens de trabalhar internamente
– Mais regras: uma marca de empresa estabelecida pode parecer restritiva; requer que você tenha novas idéias enquanto segue as diretrizes da marca
– Mais comunicação: você provavelmente terá que explicar e justificar seus projetos para não designers
– Um ambiente não-design: o espaço do escritório pode não ser otimizado com os designers em mente ; haverá menos, se houver, colegas designers para colaborar com

Trabalhando como designer gráfico de agência

Agências de design gráfico são contratadas por clientes externos para produzir trabalho criativo. Nesse ambiente, os designers normalmente trabalham com uma variedade de marcas. As atribuições tendem a ser de curto prazo, com base em projetos e limitadas a uma campanha específica.

Vantagens de trabalhar em uma agência
– Expectativa de excelência em design: gerentes e colegas de trabalho que são designers e / ou familiarizados com o mundo do design; altas expectativas de profissionalismo; diversas oportunidades para aprimorar suas habilidades de design; geralmente menos atrasos na comunicação do que pode ocorrer ao trabalhar com não designers
– Processos e mentores estabelecidos: as agências tendem a ter seus processos e sistemas otimizados, bem como designers seniores na equipe, o que cria ambientes de aprendizado produtivo para novos designers
– Foco no design gráfico : tarefas não projetadas são extremamente raras; o trabalho diário está sempre dentro do domínio do design gráfico

Desvantagens de trabalhar em uma agência
– Menos segurança no emprego: as agências contratam funcionários para cumprir os contratos que possuem; se a lista de projetos cair, há um risco de demissão devido à necessidade de reduzir o número de designers gráficos
– Horas rigorosas: as configurações da agência são aceleradas, com prazos apertados; ocasionais tardias para terminar um projeto não são incomuns

Trabalhando como designer gráfico freelancer

Os designers gráficos freelancers são responsáveis ​​por mais do que apenas o design gráfico. Eles são responsáveis ​​por todos os aspectos de seus negócios, desde marketing e relações com clientes até contabilidade e faturamento. O papel exige considerável autodisciplina e dedicação.

Vantagens de trabalhar como freelancer
– Localização: sem deslocamento; flexibilidade para trabalhar em qualquer lugar com Wi-Fi
– Liberdade criativa: flexibilidade criativa; selecione um trabalho que o desafie e inspire
– Um cronograma personalizado: adapte suas horas ao estilo de vida desejado, contanto que você acompanhe a carga de trabalho e permaneça produtivo

Desvantagens de trabalhar como freelancer
– Não há colegas de trabalho: essencialmente, você estará trabalhando sozinho em relativo isolamento, em um ambiente não colaborativo, que às vezes pode desafiar sua motivação
– Caça e lances por trabalho: os projetos não cairão em sua mesa; você terá que buscar ativamente – e às vezes competir para vencer – projetos
– Remuneração não confiável sem benefícios: a remuneração pode variar drasticamente de mês para mês, dependendo do fluxo de trabalho; contas de seguro-saúde, licença-maternidade e aposentadoria serão de sua responsabilidade.

Quais são os bons conselhos para estudantes de design gráfico?

É importante amar todo o processo de design, do começo ao fim. 
Certifique-se de manter-se atualizado com quaisquer alterações no setor; 
ele se move em um ritmo acelerado. 
Dito isto, não siga cegamente as tendências, deixando grandes idéias para trás. 
Fazer design em prol do design não é o caminho a percorrer.
Às vezes, você se torna excessivamente investido no design em que está trabalhando, tanto que fica na defensiva se for criticado. 
Não fique muito sensível às críticas – mantenha sua mente aberta para sugestões. 
Só porque alguém não gosta do seu trabalho não significa que você é um mau designer.
Invista em seu portfólio e seja seletivo no que está nele. 
Concentre-se nas suas melhores peças e torne-as o mais impressionantes possível. 
Os empregadores costumam pedir que você explique o que há em seu portfólio e por que ele está lá; portanto, explique por que você incluiu cada peça.

Os designers gráficos precisam saber desenhar?

Agora que as ferramentas baseadas em computador estão disponíveis, a capacidade de desenhar não é tão importante quanto um bom senso de design. 
Você não precisa ser um artista incrível para ser um designer gráfico, mas precisa fazer esboços e desenhos básicos em papel. 
Seus esboços e desenhos devem poder transmitir suas idéias para outra pessoa, provavelmente para seu chefe ou cliente. 
Se você se sentir desconfortável com suas habilidades de desenho, encontre alguns tutoriais sobre desenho e desenho. 
Não se preocupe ou fique frustrado, pois quanto mais você pratica, mais se sente confortável e ganha confiança.

Qual é a diferença entre um designer gráfico e um ilustrador?

Tanto designers gráficos quanto ilustradores realizam trabalhos do tipo design.
Os designers gráficos trabalharão em elementos e estruturas de design, fornecendo uma mensagem / marca visual para uma empresa para vender um produto ou serviço.
Os ilustradores, por outro lado, normalmente fazem trabalhos comerciais para empresas como revistas em quadrinhos, editoras e agências de publicidade. 
Eles fazem muito mais desenho, design de embalagens de produtos, trabalhando em ilustrações de livros, criando logotipos de empresas e romances gráficos.
Os graus de design gráfico exigem uma concentração em design de produto, design de site e design de publicação. 
Os estudantes de ilustração têm algum treinamento em design gráfico, mas a maioria de seus cursos inclui história da arte, desenho e pintura. 
O ilustrador não possui o conhecimento avançado de um designer gráfico.
Se você gosta de desenhar e ilustrar conceitos, a ilustração seria uma boa opção. 
Se você prefere codificar, criar sites e fazer trabalhos detalhados, o design gráfico pode ser mais adequado para você.

Os designers gráficos precisam ser capazes de programar?

Os designers gráficos trabalham com todos os tipos de mídia. 
Seus designs são impressos em papel, serigrafados em sinalização e exibidos nas telas como um aplicativo ou site, para citar apenas alguns. 
Compreender o que é e o que não é possível no meio pretendido é crucial para criar um design eficaz.
Portanto, sim, projetar para mídia digital como sites e aplicativos requer entender o que você pode ou não fazer com o código. 
Não é necessário saber como codificar um site por conta própria, basta entender os conceitos de alto nível e conversar com os desenvolvedores.
Você pode esboçar quase qualquer coisa e, embora essa liberdade possa ser uma parte importante do processo criativo, um designer sabe que, para qualquer projeto, o sucesso depende de restrições bem definidas. 
Aprender sobre as limitações do seu meio é uma parte essencial de ser um designer, mas você não precisa “escrever o código”.

Quais são as maiores diferenças entre o design para impressão e a web?

O design para a Web apresenta uma série de novas variáveis, limitações e oportunidades que não estão presentes no design de impressão.
Embora o design de impressão geralmente signifique criar layouts fixos nos quais o designer sabe exatamente como o conteúdo será exibido aos usuários, o design da Web exige levar em consideração o fato de que os usuários podem visualizar o conteúdo em vários dispositivos, cada um com diferentes densidades de pixel, perfis de cores e proporções da tela. 
Muitas vezes, isso também significa projetar experiências fluidas, onde os projetos devem poder reagir a alterações no tamanho da tela e nos eventos da página, apresentando novos desafios.
Além disso, as restrições técnicas são maiores no design para a Web, onde o designer deve saber o que é e o que não é possível com as tecnologias atuais. 
Por exemplo, a tipografia da web ainda está em sua infância: muitas ferramentas tipográficas padrão não estão disponíveis ou são facilmente acessíveis, e algumas fundições ainda não licenciam seus tipos para uso on-line. 
Além disso, as restrições de largura de banda exigem que os designers também levem em consideração coisas como tamanho do arquivo, às vezes restringindo as oportunidades de design em nome de uma melhor experiência do usuário.
No entanto, o design para a web também traz elementos interativos que não estão presentes no design de impressão, o que oferece muitas novas possibilidades, mas cria mais trabalho para o designer. 
Por exemplo, abre a porta para adicionar animações e transformações aos elementos da página, mas isso também introduz a experiência do usuário como um novo objetivo para os designers se preocuparem. 
Enquanto no design de impressão geralmente há pouca interação do usuário, na Web isso se torna uma preocupação principal para o designer, criando uma nova lente através da qual ele deve observar seu trabalho.

Como é ser designer gráfico?

Trabalhar como designer gráfico não é tão glorificado quanto muitos pensariam. 
Pode ser uma carreira estressante e de vanguarda, onde é preciso usar muitos chapéus diferentes e enfrentar desafios diariamente. 
A indústria evolui técnica e criativamente mais rapidamente do que quase qualquer outra indústria; portanto, os designers gráficos precisam estar sempre atualizados sobre as tendências, aprender novos softwares, permanecer consistentemente criativos e criar conceitos e projetos intrigantes que capturam as mentes e emoções daqueles. quem vê o trabalho.
Uma grande parte do trabalho de um designer gráfico é ser intuitiva e atenta às necessidades do cliente; 
ser capaz de ver através do que eles estão dizendo versus o que eles realmente estão dizendo (ou significado). 
É preciso mais do que capacidade artística para ser um bom designer; 
são necessárias excelentes habilidades de comunicação para entender e gerenciar as expectativas e críticas do cliente. 
Desenvolver habilidades relacionadas ao cliente e tornar o processo de design sobre eles e seus produtos (e manter seu ego fora do trabalho) o colocará acima de muitos outros designers gráficos.

Onde podemos encontrar inspiração em design gráfico?

Às vezes, é difícil encontrar a inspiração para criar uma obra de arte única para um cliente. 
Uma coisa que você pode fazer para ajudar a abrir sua mente criativa é se colocar no lugar do cliente. 
O que o convenceria (como cliente) a comprar o serviço ou produto? 
Por que você está comprando (é uma necessidade ou um desejo)? 
A única missão que um design gráfico tem é vender o serviço ou o produto do cliente (eles agem como vendedores visuais). 
Portanto, se você pode ter uma idéia que o obrigaria a comprar, então você está definitivamente no caminho certo.
Você também pode ver como os designers gráficos do passado lidaram com produtos ou serviços semelhantes, e seu trabalho criativo pode gerar novas idéias em você. 
Rabiscar idéias de design repetidamente até que um design sólido comece a se mostrar.

Devo me tornar um designer gráfico?

‘Devo me tornar um designer gráfico?’ 
Talvez a melhor maneira de responder a essa pergunta seja com outra pergunta: o que faz um ótimo designer?
Embora não exista uma fórmula singular, existem definitivamente algumas qualidades que os designers gráficos de sucesso tendem a compartilhar. 
Eles combinam habilidades analíticas afiadas com talento artístico para produzir ilustrações convincentes que se relacionam claramente às mensagens de seus clientes. 
Eles têm a capacidade de criticar seu próprio trabalho e reconhecem que “ainda não chegaram lá”. 
Embora eles gastem algum tempo desenvolvendo idéias no papel, eles se sentem confortáveis ​​utilizando software especializado em design gráfico. 
Eles desenvolvem fortes habilidades interpessoais, pois passam bastante tempo se comunicando com os clientes e coordenando o trabalho com os membros de uma equipe de design. 
Além disso, em um setor que normalmente envolve a conclusão de vários projetos simultaneamente, eles são gerenciadores de tempo especializados. 
Acima de tudo, e não inesperadamente, 
designers gráficos são pensadores visuais e imaginativos. 
Eles sabem como usar melhor as ferramentas digitais para solucionar os desafios dos negócios e usar criativamente o espaço que eles têm para causar o maior impacto.
Mais algumas coisas a saber sobre como trabalhar como designer gráfico:
Aprender será uma coisa diária. O trabalho de um designer gráfico é um trabalho que nunca para de evoluir ou melhorar. 
A evolução e a melhoria, como em muitos outros campos, provêm de cometer erros; 
de ficar ruim para ser bom. 
Em termos simples, o design é um turbilhão interminável de descoberta, invenção e reinvenção.
O design estará sempre em demanda. Na era da automação, quando somos constantemente informados de que um dia nossos trabalhos serão assumidos por robôs, você pode ter certeza de que o design gráfico sempre exigirá pensamento e criatividade humanos. 
Eles são engrenagens essenciais nesta indústria. 
De simples cartões de visita e materiais impressos a embalagens, sites e anúncios, todas as marcas e todos os negócios dependem da comunicação visual. 
E é preciso um designer para imaginar todas as possibilidades.
O design abre muitas carreiras diferentes. Como designer gráfico, você poderá agregar valor a qualquer local de trabalho, não apenas a um estúdio de design. 
Se uma agência não é certa para você, convém se aventurar no design editorial e trabalhar para uma grande editora. 
Ou ingressar em uma equipe interna de uma das maiores marcas esportivas do mundo? 
Sua carreira está aberta a muitas rotas diferentes e emocionantes.
Você quase sempre trabalha como parte de uma equipe. Os designers gráficos raramente trabalham sozinhos. 
Eles costumam fazer parte de uma equipe criativa que colabora com os clientes para encontrar a melhor solução possível. 
Seu círculo profissional sempre inclui especialistas em relações públicas, redatores, profissionais de marketing e anunciantes. 
Você provavelmente consultará a alta administração e os diretores da empresa. 
Sua função será estabelecer e manter muitos relacionamentos comerciais e lidar de maneira eficaz com diferentes personalidades.
Sua carreira é imprevisível. O design gráfico pode levá-lo a lugares que você nunca imaginou ser possível. 
Você pode conseguir um emprego em um estúdio em sua cidade natal ou no outro lado do mundo. 
Seu trabalho pode exigir que você viaje para lugares distantes. 
Você pode ir sozinho e lançar seu próprio estúdio. 
As possibilidades são tão numerosas quanto o design é criativo.
Você poderia ver seu trabalho nas luzes. Como você se sentiria se visse seu trabalho em um outdoor? 
Ou em uma revista? 
Ver sua criatividade sob luzes para que todos possam ver pode ser avassalador. 
Imagine a sensação de satisfação no trabalho e a sensação de contribuir para algo que você sabe que inspirará muitas pessoas.
A maneira como você vê o mundo mudará. Quando você anda pela rua como designer gráfico, verá as coisas sob uma luz completamente nova. 
Seu trabalho se tornará sua vida – de uma maneira divertida – e você encontrará inspiração em tudo que vê e faz, salvando idéias para o seu próximo projeto. 
O design traz uma nova perspectiva; 
incentiva você a sair e descobrir coisas novas. 
Arquitetura, galerias de arte, roupas, acessórios; 
tudo em sua vida será cheio de maravilhas criativas.
Você nunca deixará de ser inspirado. As tendências de design evoluirão e mudarão e o manterão alerta de um dia para o outro. 
Você nunca saberá o que está ao virar da esquina. 
O design nunca o aborrecerá. 
Sempre o deixará inspirado. 
Muitas vezes, você se mexe.

Passos para se tornar um Designer Gráfico

O trabalho de um designer gráfico é talvez o auge da combinação do técnico e do prático com o artístico e o criativo. 
Essa profissão multifacetada exige aprendizado ao longo da carreira e exploração contínua da relação entre design coeso e experiência humana.

Os designers gráficos são felizes?

Os designers gráficos têm uma classificação alta entre as carreiras. 
No geral, eles ocupam o 67º percentil de carreiras em busca de índices de satisfação. 
Observe que esse número é derivado dos dados que coletamos apenas de nossos membros do Sokanu.
O alto quociente de felicidade na indústria de design gráfico pode estar enraizado nas infinitas oportunidades que apresenta a seus profissionais de imaginar, criar, colaborar, inspirar e ver seu trabalho em exibição pública.

Como são os designers gráficos?

Com base em nosso conjunto de usuários, os designers gráficos tendem a ser pessoas predominantemente artísticas. 
Embora isso não seja uma surpresa, dada a natureza visual e criativa de seu trabalho, deve-se notar que os designers gráficos também devem cultivar habilidades refinadas de análise, comunicação, computador e gerenciamento de projetos. 
Logicamente, suas pontuações investigativas e empreendedoras são as mais altas na escala do arquétipo de interesse. 
Parte de sua 
arte , ao que parece, está sendo adaptável e versátil.

Quanto tempo leva para se tornar um Designer Gráfico?

Os futuros designers gráficos podem se preparar para sua carreira ganhando um certificado de dois anos ou um diploma de associado ou um bacharelado de quatro anos. 
A última é a opção mais comum. 
Aqueles que desejam competir por cargos de alto nível no campo podem considerar mais dois a três anos de estudo para concluir um programa de mestrado.

Deixe uma resposta

Ad
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor desabilite o seu bloqueador de anúncios para prosseguir. Obrigado!